Skip to content

?

Páginas antiguas de la OPS


Prevenção e Controle de Enfermidades / Enfermidades Transmissíveis / Hanseníase

Monitoramento da Eliminao da Hansenase (Leprosy Elimination Monitoring/LEM): Manual dos monitores do LEM Multicntrico Brasil 2003

Relatório LEM Brasil 2003
Relatórios estaduais

Manual completo
(PDF, 34 pp, 1125 KB, com enlaces no índice aos capítulos listados abaixo)

LEM Brasil 2003

Introduo
- Histrico
- Objetivo do LEM
- Uma viso geral
- Contedo do manual

O que monitorar
- Quadro geral dos indicadores-chave
Grupo I: Indicadores de eliminao
Grupo II: Indicadores de integrao
Grupo III: Qualidade dos servios de PQT

Como monitorar
- Delineamento de um exerccio de monitorizao
- Planejando e executando o estudo
- Anlise e relatrio

Anexo I: Tabela de formulrios
Anexo II: Monitores LEM Brasil 2003

Página Hanseníase OPAS:
espanhol   |   English
Página Hanséniase OMS:
English   |   espanhol   |   français

Contedo do manual

O manual apresenta duas sees:

  1. A primeira explica o que deve ser monitorado pelo LEM.
  2. A segunda seo descreve como monitorar.

Os anexos oferecem os formulrios para coleta de informaes que tambm auxiliaro no entendimento dos detalhes das informaes a serem coletadas.

Objetivo do LEM

A avaliao de intervenes torna-se particularmente importante quando se toma em conta a meta de eliminao da hansenase. O objetivo de monitorar auxiliar aqueles que tomam as decises e os gerentes de programas em avaliarem os progressos em direo eliminao, a fazerem planos de ao, implement-los e medirem seu impacto. Monitorando um pequeno número de indicadores que descrevem os servios de poliquimioterapia (PQT) serve bem a este propsito:

  • A seleo dos indicadores a serem monitorados deve ser cuidadosa, levando-se em conta a caracterstica epidemiolgica da hansenase e o grande nmero de lacunas no entendimento da doena:
    • A incidncia o indicador mais relevante, porm, pode ser o mais difcil deles.
    • A prevalncia sofre variaes considerveis dependendo da carga endmica e de componentes operacionais de intervenes.
    • A incidncia de incapacidades e os casos MB na comunidade poderiam ser muito teis para avaliar a situao da Hansenase.
    • A distribuio desigual da Hansenase, assim como o papel de vrios fatores locais merecem ateno ao extrapolar os resultados de um local para outro.
  • Os mtodos de monitoramento devem ser rpidos, efetivos e ter custo-benefcio. Um sistema rotineiro de informaes o principal e essencial componente em monitoramento da situao da hansenase. Necessita ser voltado para o interesse do programa, simples e rpido.
  • Tambm igualmente importante validar os indicadores-chave, tais como prevalncia e deteco, principalmente pela aplicao de definies aceitas internacionalmente. Sempre que possvel, anlise de tendncia dos ltimos cinco anos ser utilizada para avaliar o impacto das atividades de eliminao da hansenase.
  • Alm de todos estes aspectos tcnicos do LEM, experincias anteriores mostraram que o exerccio exerce um efeito altamente positivo nos agentes de sade e nos gerentes de programa, que ficam motivados pelas discusses sobre a situao epidemiolgica e clnica de suas reas.

Regional Office for the Americas of the World Health Organization
525 Twenty-third Street, N.W., Washington, D.C. 20037, United States of America
Tel.: +1 (202) 974-3000 Fax: +1 (202) 974-3663

Pan American Health Organization. All rights reserved.